ANA





Hoje você veio
Salvar-me
Absolver
Paixão mal resolvida
Devolver
Amor sonhado
Lembro-me
Como ontem
Nossas transas
Conversas
Doze anos passaram
Foi demais
Lindo sonho
Você num vestido branco e vermelho
Camponesa
Simples
Bela
Deslumbrante
Estávamos em mega evento
Pessoas passando
Gente por todo lado
Vi-te ao longe
Vontade de falar
Pedir desculpas
Fraco no momento do seu eu
Precisar o meu
Não tive coragem
Continuei observando
Ao longe
Acompanhei seus movimentos
Brilhava irradiando luz
Vi-te conversando com meu primo
Falava ser eu um mané por não ir falar-te
Naquele momento
Tendo ido a você
Não teria ficado a ver outro ao seu lado
Neste momento cheguei
Olhamos-nos
Abraçamos-nos intensamente
Únicos
Peguei sua mão
Sem querer soltá-la
Era real
Estupenda
Iluminada
Parecia dormida comigo
De ontem
Minha
Ao seu lado
Um homem ignorado
Sem graça
Sussurrei no seu ouvido
Você é a mulher da minha vida
Desculpe tudo
Errei
Abandonei-a no momento lindo de concepção da vida
Transformei
Horrível mente
Pensamentos imaturos
Egocêntricos
Simultaneamente ao meu desabafar em seu ouvido
O homem ignorado indo embora
Sumiu
Você olhou meus olhos
Os seus irradiavam
Energia pura
Seu rosto
Uma pintura
Beleza
Felicidade e luz
Brilhantes
ACORDEI
Não quis
Querendo voltar a você
Revirei-me na cama
Retornar ao sonho era o propósito
Como se assim pudesse
Fazer-me perdoado
Não consegui voltar a sonhar
Merda!
Sonho verdadeiro
Soberbo
Colorido da cor do seu vestido branco e vermelho
Lindo...
... Como...
... Você
Poesia
Brandura
Verdade
Legítimo
Na realidade
Vi feliz
Completo
Pleno
Se eu pudesse mudar o passado
Expressar todo esse amor sentido a você
Se por um acaso transformar fosse possível
Não hesitaria um segundo
Traído eu não teria em passado algum a sua alma
Não a abandonaria
Tão sensata em não ter o filho meu
Sei perfeitamente
Você estava certa
Desculpe o meu nada
Hoje
Relacionamentos intensos com outras mulheres
Por você vejo claramente
Grande diferença
Amor
Paixão
Não que não tenha havido paixão entre nós
Deus me livre da falta de paixão!
Sim, houve paixão.
Quanto querer
Éramos demais
Juntos
Você é a numero um
Empreendedora da luxúria
Desbravadora sexual
Minha RAIZ!
Você falava de amor
Amor admirado
Contemplado a distância
Racional
Carinhoso
Sem fim
Paixão todos tem
Todos têm obsessão
Doenças mentais sexuais
Intensidades descabidas
Sem motivos reais
Não quero
Estou falando de amor
Você foi à única
Mulher com quem transei chorando lagrimas de felicidade
Contemplando o mesmo em seus olhos cristalizados
Clarificados
Isso é amor
A paixão é efêmera
Como o fogo que queima rápido
Esquenta
Clareia e apaga
Paixão apaga sem o oxigênio
Amor é oxigênio!


Pablo Treuffar

Based on a work at www.pablotreuffar.com

Nenhum comentário: