PORQUE HOJE É SEGUNDA-FEIRA

Jardim Botânico
Lagoa Rodrigo de Freitas
Manhã de céu azul
Segunda
Dirijo fumando
Baseado
Nas Bundas
Maravilhosamente Cariocas
Cheiro de Bucetas matinais
Buças vira-latas
Não bocetas Lusitanas
Rachas pedalantes
Odores suados e sacanas
Rabos empinados nas bicicletas piscantes
Envolvendo deliciosas vias
Ciclovias
Um tapa no green
Delírios verdinhos tomam conta de mim
Rabeiras insanas correm pintadas no verde sombreado das árvores
Refletem nas águas de Freitas
Gaivotas e garças
O Cristo de braços abertos
Mulheres de pernas
Pedalam tecidos colados
Cidade Maravilhosa
Redundantes ancas redondas
Cair em tentação
Dai-me todo mal
Amém
Rio de Janeiro
Lascividade cativante
Quero todos os cus tesudos das fêmeas
Seios batem palmas
Servidos decotes
O relógio marca
Trinta e dois graus
Oito horas e cinquenta e sete minutos
Rajada de vento
O sol brilha bocejando preguiça
Tudo que eu gosto
Dou outro tapa no verdinho
Ilegal
Imoral
Não engorda!
Poetizo leve calmaria
“Rosa Rubra
Radiante Ruptura
Rebolado Ressonante
Raridade Regional”
Sigo pelo túnel Rebouças
Rebuças
Dirigindo e fumando
Estou...
... No Rio...
... Comprido
Poluição
Saudades da Lagoa
Chego à Comunidade da Mangueira
Trabalho
Abrindo e fechando processos
Sentado à minha mesa
Sei que nada será como a praia
Pensamentos vagueiam
Uma loira
Outra morena
Aparecem na porta
Abertas
Dois sorrisos
Rostos colados
Douradas
Sinto arrepios
Vontade
A morena...
... É o ouro da Bahia
A loira...
... Faz praia em Niterói
Elas são
Refinadas consortes
Rimas risonhas
Do jeito
Renascentistas
Eu quero
Destrinchá-las
Sem fim
Porque hoje é segunda-feira

Pablo Treuffar
Licença Creative Commons
PORQUE HOJE É SEGUNDA-FEIRA de Pablo Treuffar é licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported.
Based on a work at www.pablotreuffar.com
A VERDADE É QUE EU MINTO

A VERDADE É QUE EU MINTO

59 comentários:

Anônimo disse...

rsrsrsrsr

Joelma

Giovani Iemini disse...

pablito,
que tal um ebook com poesias da sua autoria? topas?
se sim, me mande teus poemas preu fazer a seleção, preparação, edição e apresentação.
conhece alguém para fazer a capa? e para diagramar?
bem, fala comigo.

[]s

Anônimo disse...

adorei as imagens

Laura

Anônimo disse...

Tenho lido vc no woofer

Anônimo disse...

Vivam as bucetas vira latas

Anônimo disse...

Cara, bom mesmo
Bem forte!
Continue escrevendo!
Eu não gosto de poesia e amei a sua!

Adalgamir Jr

T I N I N disse...

Uia...
Safadeza poética deliciosa...
Adorei!
Beijos
Tinin

Anônimo disse...

Bom

T I N I N disse...

NÃO CRIA LAÇOS?

Anônimo disse...

genial

kelly

Anônimo disse...

Pablo Treuffar é violência. É sexo. É cotidiano urbano furioso. Dentre leblonetes, estampidos na favela, cadelas, sejam elas Shitsus ou pejorativas, a sensibilidade do autor sobressai. A métrica? Foda-se! Importante é estilo, e isso, transborda neste escritor talentoso. Inale Treuffar e descubra as facetas do Rio de Janeiro.


Guto Correia - Jornalista

Erica Maria disse...

Estava com saudades de visitar-te.

Adorei o texto!

Bjos!

* Voltarei com mais calma*

John Lester disse...

Prezado Pablo, obrigado pela visita ao Jazzseen e parabéns pelo excelente trabalho.

Grande abraço, JL.

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Borboleta num Aquário disse...

As vezes me acho puritana demais, confesso q recebi inspiração de ser um tanto mais putona ao ler seus poemas loucos e pervertidos.
Voce é um fdp, eu acho isso, mais um desses que nos veêm como objeto sexual, mas pelo menos é sincero, e sabe q vc tbm não passa de um objeto .
Gostei demais da sua sinceridade, tem mtos tipos q enganam, escondem sob pele de carneiro o verdadeiro cachorro que são.

Pablo Treuffar disse...

Desculpe-me Borboleta num Aquário

Discordo sobre eu ser um homem que vê as mulheres como objeto sexual

Minha obra vai além

Acho que algumas mulheres se colocam como objetos sexuais em conseqüência de uma mídia sem questionamentos

TV
RÁDIO
JORNAL
Entre outras
SIM
Vendem mulheres como objetos de consumo
sejam em BBBs, TVs FAMAS, NOVELAS, FAUSTÕES, CALDEIROES, MTV e SEUS VIDEO CLIPES de putaria, PROGRAMAS INFANTIS com APRESENTADORAS SEMI-NUAS, enfim, esses programas de baixo nivel cultural.

Eu não tenho nada a ver com isso!

Minha obra tem como fim, a reflexão sobre a sociedade ocidental moderna e todas as suas mazelas.

Mas cada um entende como quiser o q eu escrevo.

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Borboleta num Aquário disse...

Tudo bem, entendo perfeitamente que a sua reflexão possui sentido, vejo sim completamente que algumas mulheres se coloquem como objetos, generalizando. Talvez por isso você generalize nos seus poemas, mas adorei saber que é só na poesia que você generaliza. Saber que há mulheres que se dão ao respeito, te torna uma pessoa diferente de que achei que fosse.
Mas em uma coisa discordo, voce poe a culpa toda dessa banalização do sexo na mídia, mas não é por aí o caminho, teria que olhar bem mais atrás, e as orgias que rolavam na Roma antiga? E a velha história de que a prostituícão é a profissão mais antiga do mundo, enfim, o mundo é uma putaria, sempre foi.
E você faz bem em demonstrar tudo isso com palavras, talvés seja o jeito ideal de perpetuar seu nome na história, porque de putaria todo mundo gosta.
rs
E desculpe se deixei interpretar mal minha crítica, na verdade adorei o sua obra, não é atoa que estou seguindo-o.
Abraços

Penny Lane disse...

Gosto muito, muito mesmo. Dá uma pontada na coluna vertebral...

Alex Wildner disse...

Hey man...
Inércia por aqui, me arremessa!!!!

Sujeito Oculto disse...

Ser carioca é foda mesmo, cara, tudo são imagens e cheiros.

Úrsula Avner disse...

Oi Pablo, vim agradecer a sua presença em meu blog de poesias e o interesse em acompanhar meu trabalho. Estou na correria, mas pretendo voltar depois com mais tempo. Seja sempre bem vindo ao meu espaço. Um abraço com meu carinho.

Fabio Rocha disse...

Só porrada, aqui, hein! :)
Ler você fez eu me achar um ser calmo. :)))

Abraços, porra!

Efigênia Coutinho disse...

"Porque hoje é segunda-feira"

PABLO TREUFFAR, como boa carioca que sou, aqui estou aplaudindo de pé a sua obra literária, um gênero que aprecio,
ousado,
ousando
tudo!

Valeu, Rio 40 graus?
Efigênia Coutinho

Vera Rolim disse...

Li seus poemas, são bem fortes!
Urbanos, repletos de sexo, descarados pra quem quiser ver.
Tem seu estilo, sua marca registrada.

Abraços

Ira Buscacio disse...

Cara, isso aqui é de um poder incrível! Fiquei encantada com a forma inteligente, direta, urbana, poética que vc escreve.
Parabéns por sua força poética, corajosa e sem hipocrisia.
To te seguindo... virei fã!
Bjs

Anônimo disse...

Genio, vc é genio, o novo, vc é o novo.

Lauro Berthan

joesio disse...

Belíssimos textos!... Apesar de que, verdadeiramente falando, és o "Boca do Inferno" do século XXI.

HNETO disse...

Truffaut tinha essas sacadas, talvez ser biográfico não fosse algo que ele buscasse, embora tenha cometido "A Noite Americana" e "Os Incompreendidos" - outros escritores e críticos pensam assim, mas ainda acredito que a matéria prima da arte é o próprio artista. E viva a poesia.

Livinha disse...

Se for pra ter bom senso,
que as caras sejam comuns as bocas e pensamentos, ocultando uma e mostrando outras, é fingimento.
Fico então com a tua irreverência, que se desnuda ao mostrar na cara dura, o que se segue pelas ruas neste mundo...
Não importa de que forma, as tuas escritas vazam por entre os dedos,
mas o fundo de teu manifesto, nesta realidade nua e crua...


Parabéns!

Anônimo disse...

esperando o lançamento do seu livro

bjs

Sandro disse...

e trem baum

Pablo Treuffar disse...

obrigado a todos

P o e s i @ e m F o c o ! disse...

Interessante seus textos.Gostei! Parabéns! Obgdo pela visita ao meu,sou apenas um iniciante q gosta de falar sobre o amor.um abraço!

paula barros disse...

Vi que vc está no meu blog como seguidor, e vim aqui.

Seu poema me lembrou dois cariocas que tem um fascínio pela mulher e todos os cantos e cheiros.

Um já se foi, com 85 anos, mas falava das mulheres com muitas lembranças boas e saudades.

E se sua poesia vai mais além para reflexão, feito você diz no comentário, na primeira leitura não me apercebi. Até porque lembrei desse dois cariocas. rsrs

JESSÉ BARBOSA disse...

um poético retrato paisagisticamente carnal e visceral da cidade do pão de açúcar.
do caralho, sua poesia.

http://bocamenordapoesia.webnode.com.pt/

Rute disse...

Olá Pablo tudo bom!
Passando aqui para conhecer seu blog, parabéns pelas postagens, belissímo texto!
Beijinhos a vc

mineirinha disse...

adoro tudo q vc escreve

patrícia disse...

Poxa!!! esse seu poema, é... quente... e se vc é quente como seu poema... vc faz muita gente feliz!

lascivo,
o cheiro do carioca
o olhar com que ele olha
lascivo, o cheiro de sexo
que tem cadência, tem nexo
Carioca, cheiro de mar
De onda, que o corpo dá
Naquela hora H...
Lascivo, teu olhar
o sorriso, que me faz pulsar.

Não se zangue, fiz só uma brincadeirinha... vc só podia ser carioca, o motivo, taí no poeminha!

Rafaela Bento disse...

Gostei da forma como escreve ;D
do seu estilo, a forma como desacata o "modo politicamente correto de ser"

Pablo Treuffar disse...

P o e s i @ e m F o c o, Vlw e abço.
Vlw Paula,
Um obrigado especial pra Jessé Barbosa.
Vlw Rute, Mineirinha, Patricia.
outro obrigado especial pra Rafaela Bento.

Anônimo disse...

O que mexe com a libido das mulheres não é a beleza física é a inteligência. Tanto que revista de homem nu só vende para gays.

Gabi de Viçosa

Úrsula Avner disse...

Oi Pablo,

você parece bem original e despojado na escrita de seus textos. Agradeço a sua visita em meu blog de poesias infantis e o ineresse em seguir meu trabalho. Quando puder visite também o "Sempre Poesia" onde posto só para adultos. Um abraço,

Úrsula

Adriana Karnal disse...

Pablo,
Gostei do tom do teu blog... a poesia pode ser crítica tbm.

Gilda Monteiro disse...

Olá, Palo! A D O R E I seus textos! Muito bons, a leutura flui! Parabéns! e Obrigada por me seguir!

Beijoss

Canto da Boca disse...

Nada mais, nada menos que a vida pulsando, nas artérias e na arte. Um retrato e um relato sincero da vida que brota a partir das suas referências, que geram outras, outras, esse caleidoscópio sem fim que é a vida e os desejos.
Aqui tudo pulsa, Pablo, e o melhor é que é sem a censura e a hipocrisia. Uma ode à mulher!

Beijo!

;-)

Razek Seravhat disse...

Decerto, seus poemas possuem uma linguagem ousada. Eu não faria um poema deste naipe. Ou faria? Acho que não. Estou mais preocupado com o cú do tirano que se auto proclama democrático pra melhor enganar o povo.

Com efeito e monogãmico que sou, se eu pudesse escolher, ficaria com um cú da carioca. Então, sendo assim, acho que faria poema paracido, afinal quem nasceu pra ser Razek dificilmente chega a ser Pablo Treuffar.

Ternura sempre...

Pablo Treuffar disse...

Obrigado a Gabi de Viçosa, Úrsula AvneR, Adriana Karnal, Gilda MonteirO, Canto da Boca e Razek Seravhat.

Celso Andrade disse...

Muito legal, parabéns pelas belas palavras.

Abraço

Curiosa em Ação disse...

Você É um dos bukowskis de hohje !
*.*
bjin

Pablo Treuffar disse...

Obrigado Celso e Curiosa, eee.... SIM.... sou um dos muitos Buks de hoje.

Ângela Calou disse...

jardas, jardins, já deu...botas, bundas...em movie-mento...ou não...

Segunda-freira, uma desgraça...nada green além do logotipo da empresa, nenhuma fumaça além daquela dos motoristas nauseados do domingo-família: ei moço, me vê um MacLanche infeliz?

pernas...abertas...parindo passos...

eu passo, eu passo tudo isso!por que não o meu lençol e pronto!?, em lugar da droga de um nome num livro de ponto?...

Flora Dutra disse...

Onde está vc que não parece você?

anita sereno disse...

quem me dera esse calor aqui é primavera mas ainda se trinca de frio beijos lindos postes

*Mi§§ §impatia* disse...

Oi , tudo bem? Vim agradecer sua visita no blog Templo da Sintonia, adoramos viu? Lá escrevo junto com a minha amiga Neguinha.
Gostaria de aproveitar e te convidar a visitar meus dois blogs pessoais e me seguir caso queira ta?
Adorei seu cantinho , muito show de bola, e ja estou lhe seguindo para vir sempre aqui.
beijos.

http://deliriosdamiss.blogspot.com/

http://cantinhodamissrj.blogspot.com/

Roberson da Silva Siqueira disse...

Uma Forma diferente de falar do assunto gostei... rs

Abraços!!!

Liza Leal disse...

Olá Pablo!
Passeando por aki...

=)
mto bom!

abç

Tianne disse...

choro quando não Rio...

Enfim 40 disse...

hoje é segunda... no meu blog rsrsrs

Giovani Iemini disse...

pablito, quantos comentários! acho que teu livro vai bombar!

P. Treuffar disse...

Venho agradecer envaidecido os comentários de

Ângela Calou
Flora Dutra
anita sereno
Mi§§ §impatia
Roberson da Silva Siqueira
Liza Leal
Tianne
Enfim 40

Obrigado por lerem

Porra Giovani, só nós sabemos a luta e o trabalho q dá divulgar a nossa escrita. Força pra gente.