AQUI PRA VOCÊS - esperem sentados

Há muito tempo
Decorro fechado
Mas agora resolvi peitar
Posto no bar
Muitos bocados
Eu não vou mudar
Pros que reclamam
Por meus comentários
Esperem sentados
Pra não cansar
Pois meus escritos
Os grandes críticos
Dizem odiar
Verdade é
Que nesse bar
Muitos gostam
De o meu estourar
Dizem-me ser
Um fanfarrão
Um machista
A profanar
Rotulam-me
De infantil
De inseguro
De truffinha
Lá... lá... lá...
Tentando me abalar
Que só falo do meu pau
Que meu ego é o que há
Porque são tão afiados
Não param de criticar
Criticam a mim
Não ao estilo
Acham que vão me expulsar
Os eruditos?
Cago e ando
Não vão me balançar
Esses merdas me levantam
Em evidência
Eu vou ficar
Pros que gostam
Falo então
Que machista
Não sou não
Meus escritos
Não, não, não.
Não sou eu
Quem sou mermão?
Minha humilde
Opinião
São retratos
Do mundão
De uma vida
Do leitor
De sua reflexão
Prosa
Ou
Verso
Ora
Pois
Não
Sou livre combinação
Sou humano
Vomitando
Minha indignação
Não encaixo no padrão
Sem nenhuma ambição
Isso aqui nada mais é
Que uma provocação

Pablo Treuffar
Licença Creative Commons
Based on a work at www.pablotreuffar.com
A VERDADE É QUE EU MINTO

A VERDADE É QUE EU MINTO

5 comentários:

Camilo disse...

Pablo, li este poema agora para conhecer seu estilo. Eu sou um cronista piracicabano do Estado de São Paulo, de cultura interiorana e gosto dela; porém, o seu jeito de escrever é muito realista e forte, coloca a poesia de permeio à vida cotidiana - o que acho por demais importante, assim como minhas crônicas ou prosas poéticas que faço são desse mesmo influxo. Vou dedicar um espaço para você na minha postagem semanal de amanhã. Um abraço e obrigado por seguir meu blog.

... disse...

Obrigado meu amigo
_________________________________

Engraçado
Gosto do q escrevo
Mas...
... Esse texto é muito rimado
Prefiro os outros textos deste blog
Esse parece pouco visceral
Então
Quem leu esse texto
Peço q leia outro
Pra q entenda o meu real estilo literário

Abço

Rute disse...

Olá Pablo parabéns pelo poema!E sobre sua forma de escrever e expressar, nada tenho a dizer!
Viva a liberdade de expressão e escrita!!!
Gosto da forma que escreve, sem rodeios ou muito lero-lero.
É isso ai....Beijinhos ótimo final de semana a vc!!

Krawlz disse...

Gostei deste, bem como dos outros textos. Muito visceral, direto. Quase se pode sentir as palvras batendo na cara! Parabens!

Rafaela Bento disse...

Esqueceu de falar sobre o sarcasmo no seu escrito Pablo Treuffar, que tanto me agrada! ;D

Eu gosto! como vc disse:
"...São retratos
Do mundão
De uma vida
Do leitor
De sua reflexão..."