ÍNDICE DE SUJEIRAS

Hitler às avessas

Putricinhas

Tresoitão de nove tiros

O assassino do Bar do Escritor

Deusapsycholouca

Rola é meia cura do mundo

Putadeternum

Epítetos

Bucetalgamer

A boa morte

Psicoputa

Cadeira de rodas, muletas e fisioterapia.

A primeira análise de Cytherea Horse

A incineradora

Atalum

A tesudinha do Toriba e o lourinho tarado do lotação

O estressadinho do puteiro

Não existe fato moral

A faxina no fim do mundo

O namoradinho do Brasil

A poesia dos mortos

O Baranguerreiro ideológico

O Putrafica

Por favor comam minha mulher

Azeitonas de tirar o sono

A loura do cara

Não vai doer nada

Pensando na morte

Treuffar decide morrer

Minhocas Gererences

A doença é a desculpa do caráter

Maria

Pedro e a Ruiva

Hoje vai ser diferente

Os ricos acham que a compraram

Tcheca da tcheca

Dois tiros na favela

Encontrou Jesus é o caralho

Manicômio com cerveja

Ele é o cara

Ficando maluco

Zé ruela

O grito

Leblonetes

Burrice emocional

Porque hoje é segunda-feira

Paudurescência mediocre

Dependente químico de bucetas

Vadias mimadas

Ensaio sobre o casamento

Sou afeito às vagabunda

Nata de nulla res nata

Esta é a sua vez

Fedefoda

Onde tá o bagulho

Eu como criancinhas

Pra casar tem que dar

Casamento

O humano não é ciência exata

Metáfora

Liberdade

Uma puta mulher

Escabrosos escritos

Psico-Fofo

Meu nome é Lua

O Prazer

Mariavilhosa mulher do banquinho

A goiabeira da Leal

Ando por aí

À beira do canal

Adriano o favelado

O homem na contramão

À deriva

Poesia obscena

Portas da vida

Brincando de imitar Nelson Rodrigues

200.000 Frames

Televinão

Guerra

Agora a culpa é do povo

Aqui pra vocês

Merda

Salve o computador popular

Para Andre Dahmer

O épico do mal

Seleção Brasileira não é Brasil

Rebento

Lágrimas pelo voo da Tam

Liberto

Peço perdão ao Zico

Flasexual

Flageometria

Projeto 171

Palavras não foram ditas